TURISMO-SA


FEIRAS

Belo Horizonte se transforma em palco da maior feira de cachaça do mundo



Belo Horizonte se transforma em palco da maior feira de cachaça do mundo

Maior diferencial desta edição é o lançamento da carreta alambique-escola Brasil, de capacitação e aperfeiçoamento da cadeia produtiva, com alambique de cachaça, laboratório, sala de aula para 15 alunos, biblioteca e vidioteca, que percorrerá todos os estados produtores

De 8 a 11 de junho, de quinta-feira a domingo, Belo Horizonte recebe a maior e mais importante feira de cachaça do mundo. Considerada a vitrine mundial da bebida, a Expocachaça comemora em 2017 20 anos de atividades inimterruptas. Esta é a 27ª edição da festa. Com um público total de mais de 2 milhões de visitantes ao longo de duas decadas, a Expocachaça recebe produtores de Minas Gerais e outros estados, apresentando diversas marcas da bebida para comercialização. Além disso, o sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, que traz uma programação eclética em que entretenimento, gastronomia e negócios convivem harmonicamente.



A novidade desta edição será o lançamento de uma unidade móvel pioneira: a carreta Alambique-Escola Brasil de capacitação e aperfeiçoamento da mão-de-obra da cadeia produtiva e de valor do agronegócio da cachaça. A iniciativa vem atender a demanda dos estados produtores da bebida, como elemento catalizador do processo de modernização do setor, levando até os produtores o conhecimento necessário para produzirem com qualidade e dentro dos padrões legais e exigidos pelo mercado de bebidas destiladas no mundo, tornando a cachaça um produto mais competitivo.

O projeto é uma realização do CBRC - Centro de Referência da Cachaça, a Truckvan (a maior empresa de soluções sobre rodas do Brasil, com a parceria da empresa Alambiques Santa Efigênia e EMATER-MG. Ela conta com um alambique de cachaça, coluna de álcool, laboratório, sala de aulas para 15 alunos, biblioteca e videoteca. Ela será lançada na Expocachaça com a realização de aulas-show.

Segundo José Lúcio Mendes, presidente da Expocachaça, o evento foi o principal responsável pela visibilidade atingida e pelo status de destilado nobre, retirando a bebida do gueto a que esteve relegada por muitos anos, promovendo sua divulgação nos mercados interno e externo. “O sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, com uma proposta aberta a novos expositores e uma programação mais eclética e complementar, em que negócios, lazer, entretenimento, gastronomia, turismo, cultura e espetáculo interagem em convivem harmonicamente”, ressalta.



Outro destaque da Expocachaça é a 11ª. edição o Brasil Bier, festival que acontece dentro da feira e que apresenta as principais microcervejarias do cenário nacional. Diversos produtores de cachaça, em busca de novos caminhos e oportunidades nos negócios, estão entrando também no mercado de cervejas, como a Cachaça Folhas de Oliva, por exemplo.

Ao longo das 26 edições anteriores, totalizando 20 anos de atividades, a Expocachaça já mobilizou um público superior a dois milhões de visitantes. Para este ano, o evento cresceu 25%, ocupando uma área de 12 mil m².

6ª Avaliação às Cegas

A Feira contará também com a 6ª Avaliação com Degustação às Cegas e Classificação das Cachaças dos Expositores da 27ª Expocachaça. O concurso é realizado por profissionais altamente qualificados e coordenados por Lorena Simão, do LABM – Laboratório Amalize Maia, Renato Frascino, coordenador de diversos cursos de bebidas e técnico sensorial de alimentos e bedidas, e Renato Costa, presidente da ABS – Associação dos Somelieres do Brasil – MG.

Segundo José Lúcio, o objetivo é avaliar a evolução e a qualidade dos produtos das diversas regiões produtoras de cachaça do país, presentes no evento, sob o ponto de vista sensorial e organoléptico, sinalizando para o mercado brasileiro e internacional o alto nível da produção da bebida em suas diversas categorias e apresentações.



As cachaças serão julgadas em sete categorias:

1) Brancas Puras armazenadas em tanques de inox ou vasilhame inerte, sem passar por qualquer tipo de madeira;

2) Descansadas em madeiras como amendoim, jequitibá, entre outras que não interferm na cor;

3) Envelhecidas em Carvalho Francês;

4) Envelhecidas em Carvalho Americano;

5) Envelhecidas em diversas madeiras brasileiras, como Amburana, Bálsamo, Loro e Canela, Castanheira, Pau Brasil, entre outras;

6) Envelhecidas na Categoria Extra-Premium, envelhecidas acima de três anos;

7) Bebidas com cachaça.

Academia Brasileira da Cachaça de Alambique (ABAC)

Durante a Feira, será realizada também uma reunião com da Academia Brasileira da Cachaça de Alambique – ABCA. A entidade é constituída por profissionais dedicados ao pleno desenvolvimento das cadeias produtiva, de valor e de suprimentos da Cachaça de Alambique e dos setores de bebidas e gastronomia.O objetivo é propor e coordenar projetos e ações estratégicas, preferencialmente em rede e com instituições afins, além de fomentar e apoiar iniciativas públicas e privadas, quando integradas aos propósitos finalísticos da ABCA.

“A ABCA tem por finalidade gerar resultados positivos para o negócio da Cachaça Artesanal de Alambique, reduzir entraves, induzir políticas públicas e privadas, abrir mercados e melhorar a qualidade e visibilidade de nossa bebida nacional”, afirma José Lúcio.

Serviço

Data: de 8 a 11 de junho de 2017, quinta-feira à domingo

Horário: De quinta a sábado, das 12h às 00h; domingo das 10h às 22h

Local: Expominas (Av. Amazonas, 6030 – Gameleira) - Belo Horizonte - MG

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada)

Estudantes pagam meia entrada com carteira estudantil e comprovante escolar.

*Não pagam ingressos:

Menores de 12 anos acompanhados de um responsável

Idosos com 65 anos ou mais (neste caso, será necessária a apresentação de documentação com foto que comprove a idade).

OBS: As bilheterias fecham uma hora antes do término do evento

Saiba mais: http://www.expocachaca.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa

Postado por Angela Karam - 29/05/2017 às 20:34



Leia mais sobre Feiras - Página inicial